Escolinha de atletismo no bairro Boa Esperança em Arcoverde é mantida por amor




Fazer esporte por amor. Esse é o lema de Josenildo Leite, de 32 anos, conhecido em Arcoverde como Dinho. Ele é responsável por uma escolinha de atletismo para mais de 40 crianças e adolescentes de 9 a 17 anos, que oferece aulas gratuitas em um campo de terra, no bairro Boa Esperança.

Sem emprego e com o curso de educação física trancado, Dinho se dedica integralmente ao projeto, mesmo não recebendo nada em troca. Os alunos na maioria dos casos treinam sem material apropriado e alguns descalços.

- Eu tenho que me virar. As vezes faço bicos, consigo um dinheiro, aí compro material, compro outra coisa, e assim vou levando. A metade dos materiais é improvisado e assim vai.

O projeto não conta com nenhum tipo de patrocínio oficial e Dinho sustenta a esposa e a filha com uma ajuda de custo de R$ 400 do Mais Educação, projeto do Governo Federal. Ele até tentou conseguir um emprego, mas desistiu por causa da escolinha.

- Eu já pensei em parar, tento, mas volto. É melhor continuar assim do que ver as crianças nas ruas. Já procurei emprego, mas atrapalha na escolinha, então tenho que me dedicar só a ela. Não consigo parar de dar treino.

Alunos treinam sem material adequado (Foto: Dinho Silva / Arquivo Pessoal)
Todos os anos Dinho promove um festival de atletismo. O sonho dele é construir uma pista apropriada para a pratica do esporte na cidade.

- Faço o festival e tenho que pagar para muitos atletas, alguns não conseguem pagar a taxa de dois reais. Tentei conseguir um terreno para a pista de atletismo, mas ainda ninguém ajudou.

Os alunos de Dinho já participaram dos campeonatos Pernambucano, Norte e Nordeste e do Brasileiro.

Reportagem: Portal GloboEsporte.com.
Foto de capa: Escolinha de Atletismo Arcoverde - Dinho Silva / Arquivo Pessoal.
(Ao copiar daqui - fotos e textos - favor inserir os créditos).

Nenhum comentário

De 1ª Categoria - O Seu Melhor Programa, com Zalxijoane Lins . Tecnologia do Blogger.