Estudantes criam campanha nas redes sociais para encontrar doador de medula


Artur Medeiros Santana Barbosa, 14 anos, natural da cidade de Flores, no sertão de Pernambuco, luta contra uma doença no sangue e precisa de um doador de medula óssea compatível. Diagnosticado, recentemente, com aplasia medular ele está internado no Hospital Real Português, no centro do Recife, e depende de transfusões de plaquetas para sobreviver, no entanto, para se curar é preciso fazer o transplante.

Nas redes sociais, os educandos do terceiro ano do NIP começaram a campanha em prol da vida de Artur. “Não da pra deixar de notar o espírito incrível e a força com que ele e a Rafaella (mãe do Artur) estão lidando com a situação. São um exemplo de positividade e luta pra todos nós, por isso #SomosTodosArtur.” afirmou Yohann Bittencourt. Para participar da campanha basta clicar AQUI.

Alunos do 3º Ano do NIP em visita ao Hospital Português.
A mobilização é muito importante, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), as chances de um indivíduo encontrar um doador ideal entre irmãos (mesmo pai e mesma mãe) é de 25%. Apesar disso, ninguém da família de Arthur é um doador viável. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de 1 em 100 mil.

Para ajudar o Artur é simples, você precisa procurar o Hemope mais próximo e dizer que quer ser doador de medula, faz o teste de compatibilidade, fornece sua identificação e endereço para serem colocados no banco de dados com o resultado de seu exame e pronto.

Homenagem

Rafaella Medeiros conversando com os Educandos do NIP

Além da campanha, os educandos decidiram aproveitar a data do Dia Internacional da Mulher, para prestar uma homenagem a Rafaella Medeiros, mãe do Artur, por toda a sua força e garra, já que pela segunda vez essa história acontece na vida dela.

Há nove anos, o filho mais velho da família descobriu a mesma doença e morreu aos 11 anos de idade. Para ela, descobrir a reincidência da doença foi um baque. “Eu não esperava que fosse acontecer novamente. Fiquei sem chão e meu mundo desabou. Por mais que a gente não queira, a gente volta ao passado e teme que as mesmas coisas aconteçam. Estamos mais fortes para encarar essa caminhada, que é longa, mas temos muita fé que venceremos”, disse.

Após a homenagem, um momento de oração pela recuperação de Artur


Fonte: Blog do Saulo Brito.
Fotos: Facebook/Acervo Pessoal.
(Ao copiar daqui - imagens e textos - favor inserir os créditos).

Nenhum comentário

De 1ª Categoria - O Seu Melhor Programa, com Zalxijoane Lins . Tecnologia do Blogger.