Google homenageia Carmen Miranda em seu 108º aniversário


Para marcar o 108º aniversário de Carmen Miranda, o Google prestou uma linda homenagem colocando na imagem do seu Doodle a figura dessa artista como se estivesse se apresentando em um espetáculo. Na figura, Carmen aparece cercada de bailarinas coloridas, já em clima de carnaval. A arte foi feita pela doodler do Google Sophie Diao.

Maria do Carmo Miranda da Cunha - nome de batismo da artista - faria 108 anos nesta quinta-feira (9), se estivesse viva. A atriz, cantora e dançarina, era nascida em Portugal e radicada no Brasil. Inspirada pelos pais, amantes de ópera, por baianas e vendedores de frutas, Carmen Miranda vestia sua icônica fantasia de baiana, com um "chapéu tropical", quando se apresentava, ganhando o mundo com hits dançantes como “Tico Tico no Fubá” e “Chica Chica Boom Chic”.

O seu primeiro álbum foi lançado em 1929, e ficou imensamente popular no Brasil. Mudou-se para os Estados Unidos em 1939, participando de musicais e filmes, ganhando a admiração do mundo todo. A atriz e cantora morreu em 1955, por causa de um ataque cardíaco, aos 46 anos.

Uma artista portuguesa

A nacionalidade de Carmen Miranda, ao contrário do que muitos pensam, não é brasileira. Carmen era portuguesa, nascida no distrito do Porto. Apesar de ter nascido em Portugal no dia 9 de fevereiro de 1909, a artista cresceu e se criou na Lapa carioca. Lá ela absorveu toda a diversidade cultural e de pessoas que se reuniam ali, o que ajudou a moldar sua personalidade.

Carmen Miranda era uma artista multifacetada. Sabia atuar, cantar e dançar muito bem. Tanto que teve carreiras bem-sucedidas no rádio, no teatro de revista, no cinema e na televisão. No decorrer de duas décadas de carreira, Carmen teve sua voz gravada em 313 canções, participou de 14 filmes nos Estados Unidos e de incontáveis programas de TV. Foi a artista sul-americana com mais relevância internacional, imprimindo as mãos e os pés no pátio do Grauman’s Chinese Theatre e sendo homenageada com uma estrela na icônica Calçada da Fama.

Músicas de sucesso de Carmen Miranda

Carmen Miranda possui muitas músicas de sucesso. A primeira que a lançou ao estrelato foi a marcha-canção Ta-hí (Pra Você Gostar De Mim). Esta canção foi recorde de vendas, ultrapassando 36 mil cópias vendidas. Em cerca de seis meses, Carmen Miranda já era uma artista reconhecida e fez sua primeira turnê internacional, para a Argentina.
Carmen Miranda era também conhecida por seu estilo exótico de se vestir  (Foto: Divulgação/Site oficial)
Carmen Miranda teve muitas outras músicas de sucesso, tais como “Chica Chica Boom Chic”, “Mamãe eu quero”; “O que é que a baiana tem”; “Tico-tico no fubá”; “Balancê” e muitas outras. Em sua maioria, as músicas de Carmen Miranda eram sempre alegres e com ritmos dançantes. Tanto é que hoje são símbolos do Carnaval.

O primeiro filme no qual Carmen Miranda participou foi “Banana da Terra” de 1939, musical onde ela apareceu pela primeira vez com a sua fantasia de baiana. A fantasia de Carmen Miranda, para a época, foi tão impactante que se tornou a sua marca registrada. No ano seguinte ela estreou no cinema americano com o filme “Serenata Tropical”. Uma de suas cenas mais conhecidas é quando ela canta “Rebola a bola” no filme “Aconteceu em Havana”.

Carmen Miranda em Hollywood

Ao longo de toda a sua carreira no cinema estadunidense, Carmen Miranda acumulou uma fortuna de mais de US$ 2 milhões de dólares e foi a atriz mais bem paga de Hollywood. As roupas de Carmen Miranda também chamavam atenção, formando um estereótipo forçado de uma latina. No Brasil a repercussão de seu tipo de vestimenta exótica não foi das melhores e a sua popularidade começou a cair.

Apesar de ser uma artista extremamente bem sucedida, milionária e aclamada por onde passava, os últimos anos de Carmen Miranda não foram felizes. Devido ao seu quadro depressivo, ela recorreu ao abuso do álcool, cigarro, anti-depressivos e calmantes. Tudo isso só se agravou depois de seu casamento e, principalmente, depois de um aborto espontâneo que ela teve em 1948, o que a impossibilitou de gerar novos filhos.

Morte precoce de Carmen Miranda

Carmen Miranda morreu no dia 5 de agosto de 1955 aos 46 anos, em sua casa, em Beverly Hills. Seu corpo foi encontrado no corredor de sua casa. Na noite anterior a artista tinha terminado as gravações para o programa The Jimmy durante Show, da NBC. Ao término das filmagens, ela deu uma festa em sua casa para o elenco e alguns amigos e foi para o seu quarto depois das 3 da madrugada. A causa da morte de Carmen Miranda foi um ataque cardíaco fulminante.

No marco de 40 anos depois de sua morte, foi lançado um documentário em sua homenagem, chamado de Carmen Miranda: Bananas is my Business, dirigido por Helena Solberg. Além disso, uma interseção no cruzamento da Hollywood Boulevard e Orange Drive ganhou o nome de Carmen Miranda Square. Ela também possui uma rua com o seu nome, localizada no bairro da Pituba, na cidade de Salvador.

Sem dúvida, a biografia de Carmen Miranda é impressionante e mostra uma mulher à frente de seu tempo e que ficou marcada na história. As letras de suas músicas são lembradas até hoje. A artista possui um site oficial (carmenmiranda.com.br), onde os fãs podem ouvir suas músicas, seu trabalho no cinema, seus tipos de roupas e ver diversas fotos da Carmen Miranda.

Por Zalxijoane Lins, com informações do Portal Techtudo.
Imagem: Google.
(Ao copiar daqui - imagens e textos - favor inserir os créditos).

Nenhum comentário

De 1ª Categoria - O Seu Melhor Programa, com Zalxijoane Lins . Tecnologia do Blogger.